29/11/2019 - 12h25

Deu no BlogDoTiãoLucena: “Secretário indicado por Cássio foi quem atraiu empresa de placas solares para se instalar na Paraíba”

Por Flávio Lúcio

Do BlogDoTiãoLucena

O Click PB publicou uma matéria sobre decisão judicial anulando a cessão de uma área de terra pelo governo a uma empresa especializada na fabricação de placas solares.

A empresa beneficiada, a Brasil Soleil, foi atraída para a Paraíba pelo então secretário de Planejamento do Governo do Estado, Gustavo Nogueira, indicado pelo senador Cássio Cunha Lima.

Entre 2011 e 2012 a Empresa Itapuã, autora desta ação objeto da matéria do Clickpb, detinha a posse de uma área sem atividade alguma.

Foi então que apareceu a empresa Brasil Soleil, que pretendia fabricar placas solares e conversores.

A empresa surgiu sob os auspícios do secretário Gustavo Nogueira, indicado pelo então senador Cássio Cunha Lima para chefiar a Pasta do Planejamento no primeiro Governo de Ricardo Coutinho.

A empresa apresentou, então, um projeto, devidamente analisado e aprovado.

Após essa primeira fase, a Cinep concedeu o terreno, até então sem serventia, à Brasil Soleil, que não conseguiu instalar a fábrica porque a Itapuã judicializou a questão e a justiça, via concessão de uma liminar, determinou que se aguardasse a decisão sobre com quem ficaria a posse do imóvel.

Convém ressaltar que a liminar obtida pela Itapuã proibia a outra empresa de se instalar na Paraíba.

Somente agora a juíza prolatou sua decisão em favor da Itapuã.

O que se estranha é a remessa da decisão para o Gaeco, quando o normal seria o envio ao Ministério Público para que este fizesse a distribuição para algum promotor de justiça.

Era prática comum no Governo de Ricardo Coutinho tomar terrenos cedidos e não usados para quem realmente quisesse se instalar no Estado da Paraíba.

Comentários